III Cirandar de Mato Grosso | O cirandar chega nas asas de um beija-flor!

O convite agora nos chega nas asas do beija-flor nos chamando a atenção para a nossa canção. Aquela que nos embala, nos identifica, que vem de lá ... que vem daqui... que está em nós, que flui da nossa alma.

​Canção que nascerá embalada pela presença amiga de Benki e Roseli, indígenas do Povo Ashaninka, no norte do Acre. Que nascerá embalada pela condução firme, sensível e amorosa de Vaneri de Oliveira.

​Cirandar! Do sonho de um coração chamado Solange Moreschi, ao movimento que ultrapassa as barreiras das linhas geográficas e que reverbera no fluído cósmico para amorosamente, chegar a todo planeta.

REGISTROS

1/1

III Cirandar - abril de 2018